Casa > Quem somos > Troca de comércio sino-nós
Certificações
Fale Conosco
Tel: + 86-28 - 6519 8642
Fax: + 86-28-8593 8404
E-mail: sales@onekingroup.comEntre em contato agora

Troca de comércio sino-nós

Mídia de Hong Kong: trégua comercial, a relocação de pequenas empresas da China no Vietnã deve pensar duas vezes

Os exportadores chineses estão reconsiderando os planos de transferir a produção para o Vietnã, aproveitando uma trégua comercial entre a China e os Estados Unidos.Hoje, o custo de se mudar para o Vietnã está aumentando.

Para muitas empresas, uma tarifa de 10% é difícil e manejável, mas uma tarifa de 25% seria um golpe fatal, que é a principal razão pela qual os fabricantes chineses estão considerando a realocação.Muitas empresas parecem estar contando com a China e os EUA para resolver suas diferenças e encerrar uma guerra comercial no próximo ano, o que eliminaria a questão tarifária.Mas mesmo que a trégua seja estendida, os observadores dizem que a ameaça de tarifas mais altas pode persistir, talvez por anos.Mas muitos exportadores, especialmente pequenas e médias empresas nos centros de fabricação do delta do rio das pérolas e do delta do rio Yangtze, estão aproveitando a oportunidade atual para adiar os planos de realocação.

A Xie Jun, uma exportadora de móveis na província de Zhejiang, disse que o custo de construir uma fábrica no Vietnã disparou nos últimos meses e que muitas empresas não podiam arcar com isso.Espero que o governo acabe [a guerra comercial] no próximo ano."O dono de uma fábrica de esponja e esponja de sofá foi à província de Tongnai, perto de Ho Chi Minh City, no início deste ano, para construir uma fábrica.Apenas os estágios iniciais da mudança, como a mudança de fábricas, a mudança de linhas de produção automatizadas de Zhejiang para a região e o pagamento de subsídios para enviar trabalhadores chineses qualificados, custaram quase 10 milhões de rúpias.Custa mais do que construir uma fábrica do mesmo tamanho em zhejiang.

Desde o verão, muitas fábricas chinesas têm lutado para se mudar, e descobriram que os custos de produção não são mais baixos em lugares como as cidades de ho chi minh, pingyang, long 'an e tongnai.Essas áreas têm boas ligações de transporte que conectam fábricas a portos e aeroportos de águas profundas.

Analistas estimam que entre 5.000 e 6.000 fábricas - de propriedade de Hong Kong, Taiwan ou investidores chineses privados - foram enviadas ao Vietnã até agora este ano para inspecionar a realocação.Como resultado, os custos de terra, mão-de-obra e materiais de construção do Vietnã dispararam.No parque industrial de Giang Dien, na província de Tonai, a cerca de 70 quilômetros da cidade de Ho Chi Minh, o preço dos arrendamentos industriais de longo prazo subiu para US $ 90 o metro quadrado de US $ 60-70 por metro quadrado no ano passado.

Gao jian, co-fundador da Vnocean, uma consultoria de negócios, diz que há custos associados à construção de uma fábrica.Uma fábrica de 5 mil metros quadrados custa US $ 20 mil por mês para alugar, além de um depósito de US $ 140 mil e o primeiro mês de aluguel.Mais US $ 90.000 por mês para os trabalhadores.Outras despesas incluem impostos e o transporte de equipamentos importados e outras matérias-primas. "Os Estados Unidos suspenderam tarifas de US $ 200 bilhões em produtos chineses por 90 dias.Isso é suficiente para tranquilizar muitas empresas de que estão arquivando planos para se mudar.(traduzido por He Huifeng, wang beizhe)